Impulsocontrate a Impulso

O mito do esforço

Toda semana, temos uma edição com conteúdos escritos e curados por Sylvestre Mergulhão, Karine Silveira e Rafael Miranda sobre Inovação, Liderança, Transformação Digital e Business Agility. Nessa semana, confira este artigo do nosso CEO Sylvestre Mergulhão.


A dificuldade de transcender a métrica de esforço e partir para a análise dos resultados é comum tanto em nossas vidas pessoais quanto em nossos ambientes de trabalho.

E o próprio sistema não ajuda muito: quase a totalidade dos que trabalham prestando serviço para alguém – incluindo a grande massa de trabalhadores com carteira assinada – recebem por hora trabalhada (unidade de esforço) e não por resultados entregues.

Não sei quem nasceu primeiro nesse caso. Se foi o ovo ou se foi a galinha. Ou seja: não sei se uma dificuldade inerente de pagar por resultados sempre existiu ou se as leis vieram por legisladores sem conhecimento e obrigaram todos a pagar pelo esforço. Aceito uma aula de quem conhecer a história por trás disso, hein? 😉

O fato é que dado que essa a forma comum de se trabalhar há séculos, toda sociedade ficou viciada nesse modus operandi e ficamos todos, seja por uma característica intrínseca do ser humano ou por uma questão legal que nos colocou antolhos igual de cavalos, domesticados para medir e valorizar os esforços em detrimento dos resultados.

Vejo acontecer com frequência pessoas se vangloriando pelo seu esforço. Frases como “me esforcei muito”, “fiquei até X horas trabalhando” são comuns. Será que eram horas necessárias mesmo? Ou será que é apenas o vício e a vaidade pelo cumprimento de um esforço? 

Não romantize esse tipo de esforço. Transpareça para sua equipe que você não admira isso.

Deixe de usar o esforço como uma desculpa para si mesmo pelas suas falhas de priorização e estratégia por não atingir o resultado.

PareTalk #24 - O mito do esforço e a triste vida de quem não liga pra metas
PareTalk #24 – O mito do esforço e a triste vida de quem não liga pra metasopen.spotify.com

Neste episódio, vamos falar sobre o mito do esforço e a triste vida de quem não liga para metas. Talvez este seja um dos episódios mais importantes para sua carreira. 

PareTalk #25 | Aprendendo a priorizar com a matriz GMDR - PareTalk
PareTalk #25 | Aprendendo a priorizar com a matriz GMDR – PareTalkopen.spotify.com

A Matriz GMDR é uma das principais responsáveis pelo crescimento da Pareto. Eu a inventei para resolver os dilemas de fundador vs CEO. Tenho certeza que vai mudar suas entregas!

Esta é a melhor forma de se organizar no dia a dia, segundo a Ciência | VOCÊ S/A
Esta é a melhor forma de se organizar no dia a dia, segundo a Ciência | VOCÊ S/Avocesa.abril.com.br
Pesquisadoras acreditam que existem dois estilos de organizar o dia a dia: seguindo o relógio ou uma lista de atividades. Conheça seus prós e contras.

“Líderes não são responsáveis pelos resultados, líderes são responsáveis por pelas pessoas que são responsáveis pelos resultados.”

Simon Sinek

Edições anteriores

Carregando...

Nós usamos cookies para melhorar sua experiência no site. Ao aceitar, você concorda com nossa Política de Privacidade

Receba nossa newsletter

Receba quinzenalmente uma ação concreta para você alcançar e manter resultados excepcionais com seus times, sem burnout.

Pronto, em breve você vai receber novidades 👍